Need For Speed – Entrevista Aaron Paul

O procedimento normal de uma entrevista por telefone com estrelas de Hollywood é o seguinte: confirmar o horário com o estúdio, ligar para confirmar uma hora antes do momento combinado e realizar as perguntas após atender a ligação do assessor. Para a entrevista com Aaron Paul, protagonista de Need For Speed, todas as etapas foram concluídas, menos a última – para a minha sorte.

Yo, Thiago, how you’re doing man, it’s Aaron Paul” (E aí, Thiago, como você está, cara, aqui é o Aaron Paul). Nada de assessor ou relações públicas, o próprio Jesse Pinkman, de Breaking Bad, ligou no meu celular para iniciar a entrevista. Após o impacto causado pela surpresa, olhei para o relógio e comecei a contar os pouco mais de seis minutos que teria com o ator e Ramón Rodriguez, seu companheiro de tela em Need For Speed.

Os dois se identificaram e logo mostraram um entrosamento, trocando piadas rápidas e risadas. Começamos a conversa falando sobre games. Paul não se escondeu e disse que não tinha muita experiência no assunto. “Gostava muito de jogar quando era pequeno, mas não tenho o hábito hoje em dia. Não joguei muito a própria franquia Need For Speed, apesar de conhecê-la. Gostava mesmo de arcade, eu me definiria como um cara das antigas, que gostava de arcades“, disse. Rodríguez aproveitou sua resposta para descontrair a conversa. “Eu não sou nada como Aaron Paul, adoro games. Acho incrível a experiência e sempre jogo quando posso“, respondeu rindo.

Você ja viu? :  Filme dos Power Rangers terá roteiristas de X-Men: Primeira Classe

Se para alguns o gosto pessoal do protagonista pode influenciar no resultado de Need For Speed, ele tratou de acalmar quem pense assim. “Eu tenho certeza que os fãs vão gostar do filme. Não há história nem narrativa em Need For Speed e nós conseguimos criar um enredo legal. Os carros estão lá, os policiais e as corridas, mas tudo tem um propósito e é extremamente bem filmado“, garantiu Paul, que disse ter aceitado o papel para fugir um pouco de Pinkman. “Eu precisava sair do lugar comum e achei o roteiro algo realmente interessante. Há algo mais dramático, mais clássico e romântico no filme. Não é um simples filme de carros e perseguição, existem amigos juntos ali por uma causa“.

Sem perder tempo, Rodríguez interrompe para dizer que aceitou Need For Speed “porque precisava trabalhar com Aaron Paul. Sou fã dele, de Breaking Bad e tudo que ele fez na série. Foi incrível atuar ao lado dele, de um cara que eu assistia toda semana e admiro muito“. Em seguida foi a vez de Paul interromper: “ah, lógico, esse cara, Aaron Paul, é demais“, brinca. Mais gargalhadas e Rodríguez fala diretamente comigo. “Mas cara, além disso tem tudo que as mulheres vão gostar no filme. Elas mereciam ver Paul como um cara mais romântico e apaixonado“, se referindo ao par que o ator faz com Imogen Poots, intérprete da principal personagem feminina do longa.

Você ja viu? :  Alemão - O filme - Nacional

Com o tempo chegando ao fim, começamos a falar sobre Breaking Bad, mais especificamenteBetter Call Saul, série derivada da aventura de Walter White. “Não tenho nenhuma novidade quanto a isso, se você souber de algo pode me falar“, Paul brinca comigo. Insisto mais um pouco e ele responde. “Eu quero muito participar, mas se acontecer deve ser algo pequeno. Uma ou duas cenas. Eu adoraria viver Pinkman novamente“, revelou. “Não houve nenhuma ligação nem confirmação vinda de Vince (criador de Breaking Bad)?“, pergunto mais uma vez. “Ainda não, essa ligação ainda não aconteceu“, diz em tom misterioso.

Com o tempo encerrado no meu relógio, peço para ambos definirem um motivo que levaria um fã de cinema assistir ao filme. “Para quem gosta de ação e cenas bem feitas, Need For Speed é um filme e tanto. Não há nada de computação gráfica, tudo foi feito a mão. E isso é incrível, pois o diretor fez com que o espectador se sinta dentro do carro. Nem quem gosta de cinema, nem os fãs do game vão se decepcionar“, garantiu Aaron Paul. No fim da frase, escuto a voz de Rodríguez ao fundo dizendo que outra ligação vai começar. “Obrigado Aaron, obrigado Ramon. Até mais, tenham um bom dia“, me despeço. “Por nada, cara. Bom falar com você. Espero que o pessoal goste do filme. Tchau“.

Você ja viu? :  Divã 2 não terá nada a ver com a história de Divã

fonte:omelete.uol.com.br

Você já viu esses posts?

Adam-Sandler

Adam Sandler – Melhores filmes do ator!

Adam Sandler as vezes é levado como um ator de comédias “pastelão” porém o ator tem uma coleção de filmes muito mais completa. Vamos mostrar os melhores filmes…

vudu-free-movies filmes gratis online

Sites para baixar filmes grátis

É tão dificil encontrar filmes para baixar grátis online não é? então vamos te ajudar! Separamos links que vão te ajudar a encontrar o que procura! O Catraca…

Deixe seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Voltar ao Topo
Todos os direitos reservados - Poltrona de Cinema