Mulheres ao Ataque, com Cameron Diaz, é a maior estreia da semana

mulheres ao ataque
  • Save

A comédia Mulheres ao Ataque é a maior estreia dos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, chegando a 277 salas de cinema.  Nick Cassavetes, que já realizou filmes como Diário de uma Paixão e Uma Prova de Amor, assina a direção do longa-metragem, em um de seus trabalhos mais descontraídos. O filme conta com Cameron Diaz,  Leslie Mann e com a modelo Kate Upton no elenco. As 3 interpretam mulheres

traídas pelo mesmo homem que decidem se unir para se vingar.

O segundo maior estréia de hoje é a produção nacional A Grande Vitória, interpretada por Caio Castro e Sabrina Sato. O filme traz o ator global no papel do atleta Max Trombini, que descobriu no esporte uma saída para os males da vida.

O drama O Passado, dirigido pelo iraniano Asghar Farhadi,  responsável pelo vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro A Separação, chega a 21 salas. A comédia francesa Eu, Mamãe e os Meninos, recentemente exibida no Festival Varilux, abre com 16 salas, depois de conquistar o prêmio de melhor filme no César, o “Oscar do cinema francês”.

O drama Jogada de Rei, o drama nacional Entre Vales e o documentário Sementes do Nosso Quintal completam o circuito de estreias desta quinta-feira.

Confira abaixo os trailers, as críticas do AdoroCinema e a opinião da imprensa:

Mulheres ao Ataque:  Da seleção do elenco à temática, ‘Mulheres ao Ataque’ é, desde o começo, um filme essencialmente feminino. E pretensamente feminista, na tentativa de fazer justiça ao papel das mulheres na guerra dos sexos – tese que cai por terra quando fica claro que o suposto grito por independência é, na verdade, um sussurro machista de que são os homens ( ou o homem, no caso ) que norteiam a vida delas.

A Grande Vitória:  Passando a mensagem de que é preciso correr atrás de seus sonhos e seguir o coração, o longa representa uma proposta interessante no cinema nacional. O Brasil é um país continental, com muitas histórias para serem contadas. Cabe ao cinema correr atrás das mais originais e menos conhecidas, e não apenas ir atrás de cinebiografias de nomes consagrados. Poderia ter sido melhor acabado, mas até o momento dessa forma se apresenta como algo diferente do padrão.

Você ja viu? :  Batman vs. Superman : Hans Zimmer fala sobre trilha

Eu, Mamãe e os Meninos:  O filme certamente tem as suas limitações narrativas, que incluem um momento esticado e um tanto monótono no centro, além de uma representação necessitado de figuras que poderiam ser mais interessantes, como as tias e os irmãos. A estética tampouco traz algum refinamento além do timing cômico certeiro da montagem. Mesmo dessa forma, esta comédia popular comprova que a vontade de fazer sorrir não impede a inteligência, a reflexão e o respeito ao outro.

Jogada de Rei: ‘Jogada de Rei’ tem como ponto positivo as boas atuações de Cuba Gooding Jr., refletindo o contraste entre o que foi e a referência moral que se torna, e do novato Malcolm M. Mays [… ] trata-se de um filme interessante. Esquemático e um tanto quanto óbvio, é verdade, mas através de um contexto bem fundamentado pela história e defendido de forma competente pelo elenco.

fonte: adorocinema. com

Deixe seu comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Todos os direitos reservados - Poltrona de Cinema 2021
English EN Portuguese PT Spanish ES
Share via
Copy link