Lista de Filmes Baseados na Literatura Brasileira

Você gosta da literatura brasileira ? Então confira essa Lista de filmes baseados na literatura brasileira.

1.  O Tempo e o Vento (de Érico Veríssimo. 150 anos de história da formação do Rio Grande do Sul, através das relações entre duas famílias rivais. estreia em breve nos cinemas, uma caprichada adaptação, com bela fotografia e atores como Fernanda Montenegro, Thiago Lacerda e Cléo Pires. a direção é do também “global” Jayme Monjardim, que já errou feio com a biografia ‘Olga’, mas tem feito bons trabalhos na TV. a expectativa é grande. voltarei a este post após ver o filme)

2.  Gabriela (de Jorge Amado. a obra do escritor baiano se presta muito bem ao cinema. com lindos e coloridos cenários, personagens fortes e até folclóricos, proporcionou bons filmes. o mais emblemático talvez seja essa adaptação dirigida por Bruno Barreto em 1983, estrelada por Sonia Braga – que anos antes defendera o papel numa novela de sucesso – e o venerável Marcello Mastroiani. um filme sensual, mas sem pegada)

3.  Vidas Secas (de Graciliano Ramos. obra prima da literatura e do cinema nacional. a adaptação de Nelson Pereira dos Santos de 1963 é de uma beleza ímpar. conta a história de uma família de retirantes nordestinos, que em 1941, atravessa o sertãoem busca de sobrevivência. tão triste quanto belo)

4.  Inocência (de Visconde de Taunay. o romance proibido entre a filha de um fazendeiro e um jovem médico que é chamado para tratá-la de malária. estrelado pelos então jovens Fernanda Torres e Édson Celulari, numa versão delicada de Walter Lima Jr, que captou bem o espírito do livro. um filme raro, que merece ser redescoberto)

5.  Macunaíma (de Mário de Andrade. clássico da literatura modernista, escrito em 1928, conta a história de um anti-heroi brasileiro, malandro e preguiçoso, que nasce preto e fica branco, num papel dividido por Grande Othelo e Paulo José sensacionais. dirigido por Joaquim Pedro de Andrade em 1969, é um filme anárquico, debochado e divertido)

6.  Memórias Póstumas de Brás Cubas (de Machado de Assis. narrado pelo falecido Brás Cubas, que conta sua vida boêmia na Terra, a fim de se distrair na eternidade. um dos romances mais originais do nosso maior escritor, contado com ironia pelo bom diretor André Klotzel em 2001. um ótimo elenco encabeçado por Reginaldo Faria, colabora no divertido resultado)

7.  Noites do Sertão (baseado em “Buriti” de João Guimarães Rosa. em 1950, depois de seu marido fugir com outra mulher, uma jovem vai viver com o sogro e as duas cunhadas numa fazenda no interior de Minas Gerais. boas atuações de Deborah Bloch, Tony Ramos e Milton Nascimento, num filme muito premiado, mas que tem mais o estilo de seu diretor Carlos Alberto Prates Correia do que do próprio Rosa)

8.  A Moreninha (de Joaquim Manuel de Macedo. a família de Carolina – Sônia Braga – reúne amigos para um sarau em sua casa na paradisíaca – um dia já foi paradisíaca – ilha de Paquetá. um dos convidados é o jovem Augusto, com quem ela trocou juras de amor e um camafeu na adolescência. versão musical de 1970 de um livro clássico, leitura obrigatória nas escolas)

9.  O Guarani (de José de Alencar. romance clássico, lançado inicialmente como folhetim em 1857. conta o romance proibido entre Cecília, uma garota loira filha de nobres portugueses colonizadores e Peri, um índio goitacá, que a serve, salva e acaba se apaixonando. a cara versão dirigida por Norma Bengell e estrelada por Márcio Garcia, se notabilizou mais pelos desvios de recursos públicos que poelo resultado final, um tanto kistch)

10.  O Cortiço (de Aluísio Azevedo. o romance publicado em 1890 fala das transformações sócio culturais do Rio de Janeiro da época, através dos moradores de um cortiço no centro da cidade. o filme, dirigido por Francisco Ramalho Jr em 1978, não está a altura do livro e não teve boas críticas. estrelado por Betty Faria, Mário Gomes e Armando Bogus)

Outros filmes: Dona Flor e seus Dois Maridos, Capitães de Areia, Tieta, Quincas Berro d’Água, Jubiabá, Os Pastores da Noite e Tenda dos Milagres (todos de Jorge Amado); Memórias do Cárcere e São Bernardo (Graciliano Ramos); Lição de Amor (Mário de Andrade); Policarpo Quaresma, Herói do Brasil (Lima Barreto); Dom, Quincas Borba, A Erva do Rato e A Cartomante (Machado de Assis); Iracema a Virgem dos Lábios de Mel, Senhora (José de Alencar); Mutum, Sagarana o Duelo, A Hora e a Vez de Augusto Matraga, Grande Sertão, Cabaret Mineiro (João Guimarães Rosa); …

fonte:listade10.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *