Boas Paródias de Filmes de Sucesso !

boas paródias
  • Save

Está em cartaz Inatividade Paranormal 2, paródia de filmes de terror que segue a linha da franquia Todo Mundo em Pânico, inclusive com o mesmo ator, Marlon Wayans. As paródias no cinema surgiram nos anos 40 e, ao longo das décadas, satirizaram todo tipo de gênero, não apenas o terror, sendo feitas em maior escala principalmente a partir dos anos 80. Naturalmente, essa moda rendeu muitas paródias ruins, até mais do que Inatividade Paranormal e o também recente Copa de Elite, que satiriza sucessos de bilheteria do cinema brasileiro. Abaixo, você encontra uma lista de boas paródias selecionadas pelo Cinema em Cena. Elas estão relacionadas em ordem alfabética. No final, você encontra uma enquete para votar nas suas três favoritas. O resultado do ranking será divulgado na próxima semana.

Divulgação
  • Save

Abbott e Costello às Voltas com Fantasmas (Bud Abbott and Lou Costello Meet Frankenstein, 1948)

Provavelmente a primeira paródia de filmes feita em Hollywood, traz a clássica dupla William “Bud” Abbott e Lou Costello satirizando os monstros clássicos da Universal Pictures, como Drácula, Lobisomem e o monstro de Frankenstein. Eles fizeram várias continuações em que encontram também a Múmia e o Homem Invisível, por exemplo. A própria Universal produziu os filmes e os mesmos intérpretes dos monstros originais reviveram seus personagens, como Béla Lugosi, Glenn Strange e Lon Chaney Jr.

Divulgação
  • Save

Alta Ansiedade (High Anxiety, 1977)

O mestre das paródias Mel Brooks brinca com clássicos do suspense, especialmente Um Corpo que Cai e diversos outros filmes de Alfred Hitchcock – que colaborou com Brooks no roteiro, embora não seja creditado (uma dedicatória ao cineasta é feita, no entanto).

Divulgação
  • Save

Apertem os Cintos… O Piloto Sumiu (Airplane!, 1980)

Sátira de filmes-desastre, tem como base o clássico Entre a Vida e a Morte (Zero Hour!), de 1957, que também tem personagens a bordo de um avião sem comando. Como o original pertencia à Paramount, o trio ZAZ (formado por David Zucker, Jim Abrahams e Jerry Zucker, e “descoberto” por John Landis três anos antes em The Kentucky Fried Movie) teve total liberdade para reescrever o roteiro como uma comédia. Outros clássicos parodiados sãoAeroporto 1975 (1974), O Destino do Poseidon (1972), O Expresso de Chicago (1976), Um Fio de Esperança (1954).

Divulgação
  • Save

Austin Powers – 000 Um Agente Nada Discreto (Austin Powers: International Man of Mystery, 1997)

Criado por Mike Myers, Austin Powers é um agente secreto dos anos 60 que foi congelado e trazido de volta à ação três décadas depois. Além de brincar com a adaptação do espião aos novos tempos, o filme e sua duas continuações parodiam a franquia 007 e outros longas do gênero lançados nos anos 60 e 70, basicamente.

Divulgação
  • Save

Banzé no Oeste (Blazzing Saddles, 1974)

Você ja viu? :  Jon Snow de Game of Thrones, confessa gafe em programa de TV

Considerada uma das melhores, senão a melhor comédia de Mel Brooks, é um westernsatírico que aborda especialmente a forma como Hollywood retratou o Velho Oeste. Diversos clássicos do gênero, como No Tempo das Diligências (1939), Matar ou Morrer (1952), Sem Lei e Sem Alma (1957) e Onde Começa o Inferno (1959), são parodiados. Foi indicado a três Oscars: Melhor Atriz Coadjuvante (Madeline Kahn), Melhor Montagem e Melhor Canção Original.

Divulgação
  • Save

Corra que a Polícia Vem Aí! (The Naked Gun: From the Files of Police Squad!, 1988)

O trio ZAZ desta vez parodia filmes policiais e de espionagem, incluindo aí Pacto de Sangue(1944), Dirty Harry – Perseguidor Implacável (1971) e, claro, a franquia 007. A ideia, na verdade, surgiu na TV, quando David Zucker, Jim Abrahams e Jerry Zucker criaram o seriado Police Squad!, de 1982, que foi cancelado após apenas seis episódios. O trio reciclou grande parte das ideias da série no cinema, inclusive mantendo Leslie Nielsen como protagonista. Duas continuações foram feitas: Corra que a Polícia Vem Aí! 2 e ½ (1991) e Corra que a Polícia Vem Aí 33 ? – O Insulto Final (1994).

Divulgação
  • Save

Chumbo Grosso (Hot Fuzz, 2007)

Depois de fazer piada com os mortos-vivos em Tá Todo Mundo Morto, o diretor Edgar Wright e os atores Simon Pegg e Nick Frost se propuseram a satirizar filmes policiais e de ação. Na lista, entram Bad Boys (1995), Máquina Mortífera (1987), O Profissional (1994), Caçadores de Emoção (1991) e Chinatown (1974).

Divulgação
  • Save

Heróis Fora de Órbita (Galaxy Quest, 1999)

Paródia da série televisiva que deu origem à franquia Jornada nas Estrelas/Star Trek, é dirigida por Dean Parisot e traz Tim Allen, Sigourney Weaver, Alan Rickman, Tony Shalhoub, Sam Rockwell e Daryl Mitchell como o elenco de um extinto seriado de ficção científica que acaba tendo que se defender de verdade de alienígenas. Outros clássicos do gênero também são satirizados, como 2001: Uma Odisseia no EspaçoBarbarella Star Wars.

Divulgação
  • Save

A História do Mundo – Parte 1 (History of the World: Part I, 1981)

Mel Brooks ataca os épicos históricos de vários gêneros, incluindo filmes de “espada e sandalha”, “dramas de época” e adaptações bíblicas. O próprio Brooks interpreta diversos personagens ao longo dos períodos retratados (e narrados por ninguém menos que Orson Welles), ao lado de vários atores com quem frequentemente trabalhava (Dom DeLuise, Madeline Kahn, Harvey Korman, Cloris Leachman, entre outros). Só não procure pela “Parte 2”.

Divulgação
  • Save

Johnny English (2003)

Assim como Austin Powers, a proposta é satirizar os filmes do espião James Bond. Rowan Atkinson (o eterno “Mr. Bean”) interpreta o personagem-título, agente nada especial do serviço secreto inglês que se torna o único em atividade após um ataque a bomba.

Você ja viu? :  DC Comics - O que podemos esperar da DC no Cinema ?

Divulgação
  • Save

O Jovem Frankenstein (Young Frankenstein, 1974)

Mel Brooks satiriza filmes clássicos de horror, tendo como base, claro, as adaptações deFrankenstein feitas pela Universal Pictures nos anos 30. Gene Wilder interpreta o Dr. Frederick Frankenstein, neto do Dr. Frankenstein original que passou a vida se sentindo ridicularizado pela reputação de sua família. No entanto, ele decide repetir os experimentos do avô após herdar seu castelo.

Divulgação
  • Save

Monty Python em Busca do Cálice Sagrado (Monty Python and the Holy Grail, 1975)

O famoso grupo cômico inglês decidiu parodiar a lenda do Rei Arthur e sua busca pelo Cálice Sagrado. Junto foram incluídos alguns clássicos históricos, como O Sétimo Selo (1957), Ivan, O Terrível (1944), Lancelot do Lago (1974) e Camelot (1967).

Divulgação
  • Save

S.O.S. – Tem um Louco Solto no Espaço (Spaceballs, 1987)

A mais conhecida paródia de Star Wars traz Rick Moranis no papel de Dark Helmet, uma versão cabeçuda de Darth Vader. Outros personagens famosos da ficção-científica de George Lucas (que autorizou a brincadeira) também ganham suas versões lunáticas: Han Solo e Luke foram incorporados em Lone Starr, na pele de Bill Pullman; Chewbacca vira Barf, interpretado por John Candy; Princesa Leia vira Princesa Vespa, papel de Daphne Zuniga; e o mestre Yoda vira Yogurt, vivido por Mel Brooks que também interpreta o Presidente Skroob e é o diretor do filme.

Divulgação
  • Save

Shrek (2001)

A proposta da animação da DreamWorks era satirizar os contos de fadas, mas não ficou só nisso. Embora o conceito tenha sido mantido ao longo da franquia que gerou quatro filmes, mais o spin-off Gato de Botas (Puss in Boots, 2011), os filmes também passaram a incluir cada vez mais piadas relacionadas a produções cinematográficas famosas, como O Senhor dos AnéisMissão: Impossível e Kill Bill.

Divulgação
  • Save

Todo Mundo em Pânico (Scary Movie, 2000)

Com a proposta de parodiar vários filmes clássicos e recentes de terror, é baseado principalmente em Pânico (1996), que apesar de não ser uma comédia já faz sua parte em referenciar longas do gênero e brincar com seus clichês. A franquia se estendeu até a quinta parte e chegou a trazer David Zucker para a direção e Charlie Sheen (astro de Top Gang!) para o elenco no terceiro filme.

Divulgação
  • Save

Todo Mundo Quase Morto (Shaun of the Dead, 2004) 

É o primeiro filme da chamada “Trilogia Cornetto Três Sabores”, de Edgar Wright e Simon Pegg. Aqui, junto com Nick Frost, eles satirizam os filmes de zumbis, como A Noite dos Mortos-VivosEvil Dead Invasores de Corpos. Os outros dois longas da trilogia são Chumbo Grosso (2007), que brinca com os filmes policiais, Heróis de Ressaca (2013), sátira de filmes apocalípticos.

Você ja viu? :  S.O.S. Mulheres ao Mar - Reynaldo Gianecchini curte Navio

Divulgação
  • Save

Top Gang! – Ases Muito Loucos (Hot Shots!, 1991)

Dirigido e coescrito por Jim Abrahams, desta vez sem a colaboração dos irmãos David e Jerry Zucker, o filme traz Charlie Sheen basicamente parodiando Tom Cruise em Top Gun – Ases Indomáveis. O longa de ação de Tony Scott é a fonte principal, mas piadas que fazem referências a diversos outros filmes, como Dança com LobosO Poderoso ChefãoSuperman9 ½ Semana de Amor, estão presentes. Na continuação, de 1993, o foco muda para a franquia Rambo, com Sheen imitando o clássico soldado vivido por Sylvester Stallone, e junto vão filmes como Instinto SelvagemStar Wars e Robin Hood: O Príncipe dos Ladrões.

Divulgação
  • Save

Top Secret! Super Confidencial (Top Secret!, 1984)

Outro sucesso do trio ZAZ, satiriza principalmente filmes de espionagem situados no período da Segunda Guerra Mundial, aliando a isso os filmes musicais de Elvis Presley. Assim como outras produções do trio, brincadeiras com longas famosos de outros gêneros também são incluídas. Marcou a estreia de Val Kilmer no cinema.

Divulgação
  • Save

Trovão Tropical (Tropic Thunder, 2008)

Com um filme dentro do filme, a comédia dirigida e estrelada por Ben Stiller tem como “alvos” principalmente filmes de guerra como Apocalypse Now (1979), Platoon (1986) e O Resgate do Soldado Ryan (1998). Mas longas de outros gêneros acabam entrando no sarro que Stiller, Robert Downey Jr. e Jack Black tiram de Hollywood, incluindo Era Uma Vez na América (1984), Os Caçadores da Arca Perdida (1981) e O Professor Aloprado (1996).

Divulgação
  • Save

A Vida de Brian (Life of Brian, 1979)

O Monty Python ataca novamente, desta vez fazendo uma “paródia religiosa”. Tendo a Bíblia como fonte, o filme pode ser considerado uma sátira de todos os outros baseados na história de Jesus Cristo. A trupe também faz uma sátira política, fazendo referências a grupos revolucionários e, especificamente, à esquerda britânica dos anos 70.

Divulgação
  • Save

A Vida é Dura: A História de Dewey Cox (Walk Hard: The Dewey Cox Story, 2007)

Produzida por Judd Apatow e dirigida por Jake Kasdan, é uma paródia das cinebiografias de grandes nomes da música, como Johnny Cash, Bob Dylan, Ray Charles, Jim Morrison, John Lennon e Roy Orbison – todos esses com elementos incorporados no protagonista, Dewey Cox, interpretado por John C. Reilly.

fonte:cinemaemcena.com.br

  • Save

10 filmes de ficção científica intrigantes

Ficção científica é um tema que atrai muito a atenção e alguns filmes conseguem trazer o melhor desse genero. Separamos 10 filmes de ficção científica intrigantes! O Poço…

  • Save

10 filmes de ação para você acordar os vizinhos

Quer ação? Então separamos uma lista dos melhores filmes de ação para você acordar os vizinhos! Saga John Wick Save Ação frenética e de qualidade com Keanu Reeves…

Leonardo DiCaprio
  • Save

Melhores atores de cinema da atualidade

Leonardo DiCaprio, Will Smith, Brad Pitt… Esses são apenas alguns nomes que podem ser citados na lista de melhores atores do cinema atual. Que tal conhecer mais alguns…

Todos os direitos reservados - Poltrona de Cinema
English EN Portuguese PT Spanish ES
Share via
Copy link