Cinemark coloca filmes antigos em cartaz durante a copa

2014 tem sido um ano peculiar para o mercado cinematográfico brasileiro. Com a Copa do Mundo desviando as atenções de boa parte dos cinéfilos ao longo de um mês, vários blockbusters tiveram seu lançamento adiantado. Com isso, praticamente toda semana um filme de grande porte chegava ao circuito comercial, o que fez com que uma verdadeira batalha pelas salas disponíveis fosse travada entre distribuidores e exibidores. Isto até 12 de junho, dia de Brasil x Croácia, abertura da Copa. Foi quando o cenário mudou.

O único blockbuster lançado durante a festa maior do futebol mundial foiComo Treinar o Seu Dragão 2, não por acaso voltado ao público infantil. Temendo a perda de público, as distribuidoras optaram por guardar seus trunfos para após a Copa, como Transformers: A Era da Extinção e Planeta dos Macacos: O Confronto. Sem grandes lançamentos em vista, a rede Cinemark fez uma aposta ousada: exibir clássicos do cinema norte-americano, em três sessões por semana, a preços reduzidos. Deu certo.

A primeira temporada dos clássicos contou com seis longa-metragens, vistos por 54.211 espectadores. O filme mais visto foi também o mais recente entre os selecionados: Pulp Fiction – Tempos de Violência, dirigido por Quentin Tarantino e vencedor do Oscar de melhor roteiro original. Logo abaixo você pode conferir o público de cada um dos filmes exibidos.


Diante do bom desempenho, a Cinemark decidiu repetir a dose e já anunciou a segunda temporada de clássicos: O Poderoso Chefão (19, 20 e 23 de julho), Forrest Gump (26, 27 e 30 de julho), Império do Sol (2, 3 e 6 de agosto), A História Sem Fim (9, 10 e 13 de agosto), Quanto Mais Quente Melhor (16, 17 e 20 de agosto) e Lawrence da Arábia (23, 24 e 27 de agosto). Os horários e os cinemas onde os filmes serão exibidos podem ser conferidos no site oficial da exibidora.

Quem também tem apostado em clássicos do cinema é a distribuidora Espaço Filmes. Desde o início do ano já foram quatro filmes lançados: Um Corpo que Cai e Os Pássaros, ambos dirigidos por Alfred HitchcockFome de Viver, deRidley Scott; e Monty Phyton – O Sentido da Vida, atualmente em cartaz em São Paulo. O próximo relançamento será O Pequeno Fugitivo, ainda sem data marcada.

Diante da oferta de títulos e da resposta do público, pode-se perceber que há interesse também por filmes mais antigos no circuito comercial. De certa forma, iniciativas como as citadas ocupam um espaço que costuma ser exercido pelos cineclubes, também no sentido de formação de público. E você, o que acha? Gosta da oportunidade de assistir a filmes antigos nas salas de cinema ou acredita que o espaço deva ser reservado apenas para as produções mais recentes? Aproveite e dê a sua opinião!

fonte:adorocinema.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *