Bilheteria do Cinema 1º Semestre 2014

bilheteria 1 semestre 2014

Transformers: A Era da Extinção estreou no mercado norte-americano no último dia 27 quebrando a banca. O longa dirigido por Michael Bay foi o primeiro filme do ano a ultrapassar a marca dos U$ 100 milhões de bilheteria (o equivalente a R$ 220 milhões*) no fim de semana de abertura.

Um feito e tanto, mas não chegou a impulsionar a arrecadação da indústria do cinema nos Estados Unidos no primeiro semestre. Na verdade, houve até uma queda de 8% no montante, se comparado com o mesmo período de 2013. Ainda: se considerarmos a temporada do verão – que começou extraoficialmente, no hemisfério norte, na primeira sexta de maio – o tombo é ainda maior, de 14,9%.

Nos seis primeiros meses de 2014, o mercado americano ainda não viu um filme ultrapassar a barreira dos U$ 300 mi na carreira. “Seria ótimo ver Planeta dos Macacos: O Confronto atingir essa marca, mas a expectativa é que o feito não aconteça até novembro, quando estreia Jogos Vorazes: A EsperançaParte 1”, disse Paul Dergarabedian, analista de mídia sênior da Rentrak, ao The Hollywood Reporter.

Para ele, a queda de quase 15% na arrecadação dos cinemas norte-americanos “tem a ver com o produto”. “No ano passado, depois da estreia deHomem de Ferro 3, a temporada de verão seguiu com hit atrás de hit. No último verão, alguns filmes superaram as expectativas; já neste, os lançamentos de maior potencial comercial foram espalhados ao longo do semestre. Já tivemos filmes de super-heróis, comédias restritas para maiores, e o inesperado sucesso de A Culpa é das Estrelas. Posso arriscar a dizer que o próximo ano será de sucesso, mais parecido com um verão ‘normal’”, sustenta Dergarabedian, lembrando que, em 2015, chegam os novos Velozes e FuriososOs Vingadores e Ted na temporada do verão e, logo na sequênciaStar Wars: Episódio VII e Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 2, só para citar alguns da temporada de férias.

Do top 10 do semestre nos EUA, seis filmes estrearam já na temporada de verão. No Brasil, ainda não há dados comparativos entre o desempenho das bilheterias no país em 2013 e 2014. O fato é que o conceito de “temporada” não é tradição por aqui. Outra diferença marcante é que os americanos medem o sucesso comercial de um filme pelas cifras – cada vez mais infladas por salas especiais e ingressos 3D, mais caros –, ao passo que, no Brasil, o público total é o termômetro.

Entre os dez mais do Tio Sam e o top 10 da nossa batucada** (sem produções nacionais), apenas quatro filmes são comuns às duas listas. E mesmo assim, em posições diferentes. Quer saber quais são?

*a título comparativo, convertemos os valores em dólares das bilheterias americanas para reais, considerando a cotação de R$ 2,205, do dia 1 de julho.

**Os dados de bilheteria dos Estados Unidos são do Box Office Mojo; no Brasil, do portal Filme B.

Você ja viu? :  13º filme da franquia Sexta-Feira 13 é adiado

fonte:adorocinema.com

Deixe sua opinião, dúvida ou crítica!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.