5 Origens mais extranhas de super heróis

Conheça as 5 Origens de super heróis mais estranhas criadas até hoje, as vezes não é tão fácil quanto uma picada de aranha ou um acidente com algum material radioativo.

Flash – Jay Garrick

A origem dos poderes do Flash da Era de Ouro, Jay Garrick, é o clássico acidente de laboratório. Um estudante sobrecarregado de trabalho resolve descansar um pouco e acaba esbarrando em alguns produtos químicos. Ao inalar a fumaça, presumivelmente mais perigosa que sopa de Anthrax com Salmonela, ele ganha super-velocidade!

A química é mesmo muito louca, né?

Ciclone

Para bater de frente com o sucesso de Flash, a Timely Comics (que depois se tornaria a Marvel) criou o Ciclone, um aventureiro mordido por uma cobra, mas que foi salvo por seu pai que realizou uma transfusão de sangue com um mangusto!

Robert Frank logo descobriu que o sangue dessas criaturas lhe deram o poder de correr a milhares de quilômetros por hora assim como os mangustos… não fazem!

Kid Flash – Wally West

O Flash da Era de Prata tem uma história bem mais plausível do que a de seu antecessor. O cientista forense Barry Allen deixa alguns produtos químicos aleatórios caírem sobre ele bem na hora em que é atingido por um raio.

Claro! Por que não? Acidentes estranhos são uma ótima maneira de se criar um super-herói. Quando a DC resolveu transforar o sobrinho de Barry, Wally West em um sidekick, eles imaginaram a melhor maneira de fazer isso: recriar o mesmo acidente de laboratório de seu tio.

Saltador

Encarregado da simples missão de levar uma garrafa de “Fluído Super Elástico” para o outro lado da cidade, Chuck Taine é distraído por uma luta de robôs gladiadores e mistura o elemento químico com sua garrafa de refrigerante.

Graças ao fato de que está em uma história em quadrinhos, Chuck não tem uma morte terrível. Em vez disso, sua gordura é amplificada ao ponto de se tornar uma bola gigante que lhe dá o poder de quicar como aquelas bolinhas das máquinas de shopping.

Átomo

Você já conheceu alguém que gosta de tirar vantagem por ter feito 1 mês de kung-fu? Ou aquele cara que não sai da academia e fica o tempo todo vangloriando os próprios músculos? Dê a ele uma capa, uma máscara e um cinto de luta livre! Pronto, você acaba de conhecer o Átomo da Era de Ouro.

Albert Pratt foi rejeitado por sua paixão secreta. Ele então passa a treinar para ter o corpo perfeito e decide combater o crime como um super-herói. Sua paixão realmente se apaixona por ele, mas somente quando está vestido como Átomo, já que ela ainda despreza seu alter-ego que leva uma vida normal!

Muitas pessoas podem até se sentirem relacionadas ao personagem, mas lutar ao lado de super-heróis com mutações genéticas e seres onipotentes pode parecer trabalho demais para nosso querido Átomo.

fonte:legiaodoesherois.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *